Gravidez

Fadiga na gravidez e o papel da alimentação na prevenção

Mulher grávida

A fadiga na gravidez é um dos sintomas mais comuns, que pode ser bastante desagradável e prejudicial para a saúde da mãe e do bebé. A alimentação pode ter um papel primordial na prevenção e tratamento da fadiga na gravidez. Ao longo deste artigo, iremos falar do papel da alimentação na prevenção da fadiga durante a gravidez e vamos dar algumas dicas e sugestões de alimentos saudáveis que podem ajudar a manter o nível de energia.

Quais são as principais causas de fadiga na gravidez?

A fadiga e o cansaço são dos primeiros sintomas da gravidez, que ocorrem logo nas primeiras semanas de gestação, porque é o momento em que o feto se começa a desenvolver no útero e este processo vai requerer mais energia do organismo da mulher. 

A fadiga pode ser causada por vários fatores, incluindo alterações hormonais, mudanças no sono, alterações no metabolismo e aumento do peso corporal.

Para que o bebé receba oxigénio e nutrientes essenciais para o seu desenvolvimento, o organismo da mulher tem que produzir mais sangue, para que tal aconteça, o coração da grávida tem que bombear mais rápido e esse é um dos fatores que causam mais fadiga na grávida.

 Durante a gravidez a mulher sofre diversas alterações hormonais, como, por exemplo, o aumento de progesterona, que induz mais o sono, irritabilidade e emoção, perante situações que antes não tinham nenhum impacto. 

Náuseas, vómitos e o aumento das micções noturnas, também podem ser uma das causas do aumento do cansaço da mulher. 

Como prevenir/ aliviar a fadiga na gravidez?

Para poder passar a sua gravidez de forma tranquila e menos penosa, vamos deixar aqui algumas dicas, que podem ajudar a atravessar o período de maior fadiga na gravidez:

  1. Mantenha uma dieta saudável: a alimentação tem um papel importante na prevenção e tratamento da fadiga e vamos falar dela mais adiante.
  2. Crie uma rotina com horário certo para dormir: tente manter uma rotina de sono saudável, com horários regulares de dormir e acordar e evite atividades estimulantes antes de dormir. Tente dormir pelo menos as 8 horas diárias.
  3. Procure uma posição confortável para dormir: tente encontrar uma posição confortável para dormir. Os especialistas aconselham a posição de lado, se possível virada para o lado esquerdo, pois, esta posição é benéfica para que o sangue circule melhor entre o bebé e a mamã.
  4. Hidrate-se: beba muita água ao longo do dia e reduza o consumo ao fim do dia, para evitar as idas à casa de banho noturnas.
  5. Faça exercício físico: Faça exercício físico com regularidade. A prática de exercício físico é benéfica para a mamã e para o bebé. Ajuda a prevenir diabetes gestacionais, melhora a postura da grávida, melhora a adaptação cardiovascular e ajuda a recuperar mais facilmente a sua forma física depois da gravidez. Exercícios leves e regulares, como caminhada ou ioga, podem ajudar a aumentar o nível de energia e melhorar o humor. Mas aconselhe-se sempre com o seu médico ou obstetra antes de iniciar a prática de exercício físico. 
  6. Faça pausas regulares e tente descansar sempre que sentir necessidade: aprenda a ouvir e a respeitar o seu corpo. Descanse sempre que sentir necessidade, curtas sestas podem ser revigorantes e essenciais para repor as energias. Faça pausas regulares, se trabalha sentada, levante-se periodicamente para caminhar e se trabalhar de pé, sente-se com regularidade.

Como a alimentação pode ajudar a prevenir a fadiga durante a gravidez?

A alimentação pode desempenhar um papel importante na prevenção da fadiga durante a gravidez. Alimentos saudáveis, nutritivos e equilibrados podem fornecer a energia e os nutrientes necessários para a mãe e para o bebé, ajudando a manter o nível de energia e reduzindo o risco de fadiga. 

Deixamos aqui uma lista de alguns alimentos que podem ser úteis na prevenção da fadiga durante a gravidez:

Frutas e vegetais: são ricos em nutrientes, como vitaminas, minerais e fibras, que podem ajudar a fornecer energia e promover a saúde geral. Alimentos como frutas cítricas, brócolos e espinafre são especialmente nutritivos e podem ajudar a reduzir o risco de fadiga durante a gravidez.

Grãos integrais: a aveia, o arroz integral e pão integral, são uma ótima fonte de energia sustentável e também são ricos em fibras, o que pode ajudar a promover a digestão saudável.

Proteínas saudáveis: como frango, peixe e tofu, são importantes para o crescimento e desenvolvimento do seu bebé e também podem ser uma excelente fonte para fornecer energia durante a gravidez.

Laticínios: leite, iogurte e queijo, são uma ótima fonte de cálcio e outros nutrientes importantes para a saúde óssea durante a gravidez. 

A alimentação é um fator importante na prevenção da fadiga durante a gravidez. Alimentos saudáveis, nutritivos e equilibrados podem fornecer a energia e os nutrientes necessários para a mamã e para o bebé e ajudar a manter o nível de energia. A prática de exercícios leves e regulares, uma rotina de sono saudável e saber ouvir o seu corpo respeitando quando este está a ‘pedir descanso’, são essenciais para o ajudar a combater a fadiga na gravidez. Lembre-se de que a gravidez é uma jornada e é importante cuidar da sua saúde e bem-estar tanto para si quanto para o bebé, peça ajuda ao seu médico se sentir muito exausta e aconselhe-se sobre a prática de exercício físico.

Sobre o autor

Avatar photo

lpereira

Licenciada em enfermagem desde 2009, com uma vasta experiência na área em vários países, como: Portugal, França e Suíça. Mãe de uma menina desde 2018, os desafios da maternidade e a minha paixão pela escrita motivou-me a partilhar os meus conhecimentos e experiências com outras mães e com futuras mamãs.