Gravidez

Primeira semana de gravidez

Na primeira semana de gravidez, os sintomas são muito sutis e as mulheres podem ter dificuldade em perceber as mudanças no seu corpo.

Apesar de os sinais externos serem quase impercetíveis, é nos primeiros dias após a fecundação, que ocorrem as maiores alterações hormonais, pois, o corpo deixa de estar num ciclo menstrual constante.

Neste artigo, vamos explorar o que acontece durante a primeira semana de gravidez e o que as mulheres podem esperar durante este período.

O que acontece durante a primeira semana de gravidez?

A primeira semana de gravidez começa com o primeiro dia da sua última menstruação. Durante este período, o corpo da mulher começa a preparar-se para a possível gravidez. O útero começa a preparar-se para receber um embrião, enquanto os ovários começam a libertar um óvulo maduro. Se houver relação sexual durante este período e se o esperma estiver presente, pode haver fertilização.

A fertilização ocorre quando o esperma se une ao óvulo no interior da trompa de falópio. O esperma contém 23 cromossomas que se unem aos 23 cromossomas do óvulo, formando um zigoto com 46 cromossomas. Este zigoto começa a dividir-se rapidamente em células, formando um embrião.

Ao fim de alguns dias, o embrião viaja para o útero e começa a implantar-se na parede uterina. Isso pode demorar alguns dias e pode causar um pouco de sangramento ou cólicas leves. Na primeira semana de gravidez, muitas mulheres não sentem nenhum sintoma.

Sinais e sintomas da primeira semana de gravidez

Na primeira semana de gravidez os sintomas são quase impercetíveis para as mulheres. Algumas mulheres podem apresentar alguns sintomas ligeiros como:

  • Sangramento ou spotting: algumas mulheres podem ter um pequeno sangramento ou spotting quando o embrião se implanta no útero.
  • Cólicas: algumas mulheres também podem apresentar cólicas leves durante a primeira semana de gravidez, normalmente causadas pela implantação do embrião no útero ou pelas alterações hormonais que ocorrem durante a gravidez.
  • Fadiga: muitas mulheres sentem fadiga durante a primeira semana de gravidez devido aos níveis elevados de progesterona.
  • Dor e/ou sensibilidade nos seios: durante a primeira semana de gravidez, os seios podem ficar mais sensíveis e inchados devido aos níveis elevados de hormonas.
  • Alterações de humor: os níveis hormonais também podem afetar o humor da mulher durante a primeira semana de gravidez. Algumas mulheres podem sentir-se mais emotivas ou irritáveis do que o normal.

Como confirmar se está grávida

A confirmação da gravidez pode ser feita através de um teste de gravidez ou através de um teste de sangue realizado pelo seu médico. Os testes de gravidez são fáceis de usar e podem ser comprados em qualquer farmácia. Os testes detetam a presença de uma hormona chamada gonadotropina coriônica humana (hCG) no sangue ou na urina da mulher. Esta hormona é produzida pelo embrião e começa a ser liberto no corpo da mulher logo após a implantação.

Os testes de sangue são mais precisos do que os testes de gravidez à venda na farmácia.

O que deve fazer durante a primeira semana de gravidez

Se você suspeita que está grávida, é importante procurar um médico o mais breve possível para confirmar a gravidez e iniciar os cuidados pré-natais. Durante o pré-natal, o médico irá vigiar o desenvolvimento do bebé e dar-lhe algumas dicas para cuidar de si durante a primeira semana de gravidez, que incluem:

  • Manter uma dieta saudável: durante a gravidez, é importante manter uma dieta equilibrada e rica em nutrientes para garantir o seu bem-estar e do bebé. Isso inclui comer muitas frutas, legumes, proteínas e cereais integrais. Também é importante beber muita água e evitar alimentos processados ou cheios de açúcar.
  • Evitar o tabaco e o álcool: o tabaco e o álcool são prejudiciais para o bebé e devem ser evitados durante a gravidez. O tabaco pode aumentar o risco de aborto e de parto prematuro, enquanto o álcool pode causar problemas de desenvolvimento no bebé.
  • Evitar o stresse: o stresse pode afetar negativamente a gravidez e é importante tentar manter um estilo de vida tranquilo e relaxado. Atividades como exercícios leves, ioga ou meditação podem ajudar a reduzir o stresse.
Tags

Sobre o autor

Avatar photo

lpereira

Licenciada em enfermagem desde 2009, com uma vasta experiência na área em vários países, como: Portugal, França e Suíça. Mãe de uma menina desde 2018, os desafios da maternidade e a minha paixão pela escrita motivou-me a partilhar os meus conhecimentos e experiências com outras mães e com futuras mamãs.