Gravidez

Quarta semana de gravidez

Mulher grávida

Acompanhar o desenvolvimento do bebé a cada semana é uma experiência única e emocionante. Na quarta semana de gravidez estão a acontecer um monte de coisas dentro si.

A quarta semana de gravidez é uma fase emocionante e importante para a mãe e para o bebé, pois é nesta semana que ocorre a formação dos órgãos vitais do feto, como o cérebro, coração e sistema nervoso. É também nesta fase que os primeiros vasos sanguíneos se começam a formar, permitindo que o bebé receba oxigénio e nutrientes.

Neste artigo, vamos explorar o que acontece com o seu corpo e com o bebé durante a quarta semana de gravidez, os sintomas que podem sentir, os cuidados pré-natais que deve tomar e a importância de estar atenta a todas as recomendações do seu médico.

O que acontece durante a quarta semana de gravidez?

Mudanças no feto

Na quarta semana de gravidez, o feto está a passar por uma fase crucial de desenvolvimento. O feto está a desenvolver-se rapidamente e os órgãos vitais, como o cérebro, coração e sistema nervoso, estão formar-se nesta fase. Também é na quarta semana de gravidez semana que os primeiros vasos sanguíneos se começam a formar, permitindo que o feto receba oxigénio e nutrientes.

A formação dos braços e pernas também começa nesta semana. O coração do feto já está bater e as células estão-se a dividir rapidamente.

Mudanças no corpo da mãe

Na quarta semana de gravidez, ocorrem algumas mudanças no corpo da mulher. O aumento dos níveis das hormonas, especialmente da progesterona e do estrogénio, pode causar alguns sintomas comuns, como:

  • Fadiga: devido ao aumento dos níveis de progesterona, que afeta o sistema nervoso central, faz com que a mulher se sinta cansada e sonolenta.
  • Náuseas e vómitos: os níveis elevados de estrogénio podem causar estes sintomas, especialmente pela manhã.
  • Dor de cabeça: devido ao aumento dos níveis de estrogénio e progesterona, que podem causar vasodilatação e aumento da pressão arterial.
  • Inchaço e /ou sensibilidade na região pélvica: devido ao aumento do fluxo sanguíneo para a área pélvica, o que pode causar inchaço e sensibilidade na região.
  • Dor abdominal: devido ao aumento do fluxo sanguíneo para a área pélvica e ao crescimento do útero.
  • Dor ou sensibilidade nos seios: devido ao aumento dos níveis de estrogénio e progesterona, que causam a sensibilidade e o inchaço dos seios.

Estes sintomas são normais e geralmente desaparecem após o primeiro trimestre. No entanto, é sempre importante conversar com o seu médico se se sentir desconfortável e se os sintomas forem intensos.

Qual é o tamanho do seu bebé na quarta semana de gravidez?

Ao fim da quarta semana de gestação o bebé mede cerca de 0,36 a 1 mm, ainda não detetado na ecografia, mas já é possível ouvir o coração.

Desenvolvimento do feto na quarta semana de gravidez e durante toda a gravidez.
Desenvolvimento fetal

Cuidados a ter na quarta semana de gravidez

Na quarta semana de gravidez, é importante tomar alguns cuidados para garantir uma gravidez saudável e segura tanto para a mãe, como para o bebé. Deixamos aqui algumas dicas:

Consultas pré-natais regulares

É importante marcar uma consulta com o médico logo no início da gravidez e ter consultas regulares ao longo da gravidez, para garantir que tudo esteja a evoluir dentro da normalidade para detetar precocemente possíveis complicações.

Mantenha uma dieta Saudável

É importante manter uma dieta equilibrada e rica em nutrientes, especialmente ácido fólico, para garantir o desenvolvimento saudável do bebé.

É importante manter uma dieta equilibrada, com alimentos ricos em ferro, ácido fólico, cálcio, omega-3 e proteína.

Evite alimentos potencialmente prejudiciais para o bebé, como: café, álcool e alimentos crus ou mal cozidos.

Faça Exercício físico

Exercício físico regular é recomendado durante toda a gravidez, incluindo na quarta semana, salvo algumas exceções, por isso, é importante que antes de iniciar a prática de exercício físico aconselhe-se com o seu médico.

O exercício físico pode ajudar a manter o corpo saudável e forte durante a gravidez, além de reduzir o risco de complicações como pré-eclâmpsia e diabetes gestacional.

Alguns dos exercícios físicos recomendados durante a gravidez incluem:

  1. Caminhada: é uma atividade leve e fácil de ser feita, além de ser uma boa opção para todas as fases da gravidez.
  2. Natação: é uma ótima opção para as grávidas, pois ocorre menos pressão sobre as articulações e é uma atividade de baixo impacto.
  3. Ioga: é uma boa opção para ajudar a relaxar e aliviar o stresse, além de ajudar a manter a flexibilidade.
  4. Pilates: é uma boa opção para ajudar a fortalecer os músculos do assoalho pélvico e melhorar a postura.

Evite o consumo de álcool, tabaco e drogas

Evitar o consumo de álcool, tabaco e drogas durante a gravidez é importante para garantir a saúde e o bem-estar da mãe e do bebé. O álcool pode causar problemas de desenvolvimento, incluindo síndrome alcoólica fetal (SAF), enquanto o tabagismo pode causar problemas de saúde para o bebé, como baixo peso ao nascer e problemas respiratórios.

O uso de drogas ilícitas durante a gravidez também pode causar problemas de saúde para o bebé, incluindo problemas de desenvolvimento, problemas de saúde mental e problemas de comportamento.

A exposição a álcool, tabaco e drogas durante a gravidez pode causar problemas de saúde a longo prazo para o bebé, incluindo problemas de desenvolvimento, problemas de saúde mental e problemas de comportamento. Além disso, essas substâncias podem causar complicações para a mãe, como aumento do risco de parto prematuro e complicações durante o parto.

Veja o vídeo da Boa Gravidez onde explica o que se passa com a mãe e com o bebé durante a quarta semana de gravidez:

Leia também:

Tags

Sobre o autor

Avatar photo

lpereira

Licenciada em enfermagem desde 2009, com uma vasta experiência na área em vários países, como: Portugal, França e Suíça. Mãe de uma menina desde 2018, os desafios da maternidade e a minha paixão pela escrita motivou-me a partilhar os meus conhecimentos e experiências com outras mães e com futuras mamãs.